Mobilização e Engajamento

Como ofertar cursos gratuitos com o moodle?

Rayane
Escrito por Rayane em 13 de junho de 2019
Como ofertar cursos gratuitos com o moodle?
Junte-se a mais de 1.500.000 pessoas que já acessaram nossos conteúdos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade sobre as novidades do ensino a distância

A educação a distância (EaD) tem estado em crescimento constante, especialmente por conta do avanço da tecnologia, com as mudanças do perfil dos alunos em todo o mundo. Por isso, muitos procuram saber como ofertar cursos on-line gratuitos utilizando o Moodle.

Apenas no Brasil tal segmento tem apresentado um grande salto significativo nos últimos anos, sendo que o surgimento dessa ferramenta (o Moodle) voltada para educação e treinamento tem gerado cada vez mais adeptos de cursos on-line gratuitos.

Com isso, basta somente realizar um pouco mais de pesquisa na internet e você poderá encontrar ofertas de cursos on-line gratuitos no Moodle, os quais têm se tornado extremamente populares.

Conheça mais sobre como ofertar cursos on-line gratuitos utilizando o Moodle

Diante de tantas ofertas, sempre acabam surgindo diversas dúvidas sobre qual a melhor alternativa para implementar um projeto de EaD, e, com isso, muitos se perguntam sobre como ofertar cursos on-linegratuitos no Moodle.

Geralmente, um dos principais questionamentos são: é necessário o desenvolvimento de uma plataforma para a publicação dos cursos? Ou então: por que não fazer a opção por plataformas gratuitas, entre outras?

Dessa forma, vamos lhe explicar mais sobre o Moodle ou Modular Object Oriented Distance Learning, que é conhecido como um sistema de aprendizagem acessível por meio da internet ou de uma rede local.

Assim, tal sistema ou plataforma de ensino a distância é chamado também de AVA ou Ambiente Virtual de Aprendizagem, além de LMS ou Learning Management System, o que significa Sistema de Gestão de Aprendizagem.

Além disso, o sistema Moodle é conhecido como um software “open source”, sendo esse um termo em inglês que possui o significado de código aberto, isto é, ele apresenta um licenciamento livre para o seu design, o seu código-fonte e a sua redistribuição.

Com isso, ele pode então ser copiado, executado, modificado e redistribuído pelos usuários de maneira gratuita, já que o seu acesso ao código-fonte é totalmente livre, o que garante que se possa realizar alterações de acordo com as suas necessidades ao ofertar cursos on-line gratuitos.

Por isso, se você está buscando a melhor forma de oferecer cursos on-line gratuitos, então o Moodle é uma ótima opção, na qual você consegue entender facilmente como ele funciona. Para explicar melhor, confira a seguir o funcionamento da ferramenta e saiba como ministrar o seu curso.

Primeiramente, o nome Moodle significa Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment (em português, Ambiente de Aprendizagem de Desenvolvimento Orientado a Objetos Modulares). Seu próprio nome já indica o que ele é.

Selecione CEO Diretor Coordenador Equipe de Tecnologia Equipe Pedagógica Professor Quero saber mais de EaD

O Moodle é um ambiente on-line que foi criado para o desenvolvimento da aprendizagem, podendo ser inserido tanto para cursos a distância quanto para ser um auxílio de cursos presenciais, sendo orientado com objetos modulares.

Sobre como é o Moodle, diversas universidades têm o adotado como forma de ensino a distância, em que os centros acadêmicos são considerados como um ponto de referência quanto ao quesito EaD.

No entanto, é necessário que se tenha uma noção do funcionamento do Moodle, para que ele consiga atender a todas as suas expectativas.

Quanto ao armazenamento dos arquivos, o Moodle funciona como um local de armazenar conteúdos (tanto documentos quanto imagens, vídeos e áudios), e ele consegue realizar o próprio cronograma dos estudos sem que seja necessária uma ordem preestabelecida.

Porém, isso não quer dizer que não seja necessário existir uma organização, pois isso é algo fundamental para o guia de aprendizado dele e dos cursos on-line gratuitos.

Geralmente existe um calendário de guia para as próximas atividades, em que, além dos links que se encontram bem identificados mostrando aos alunos onde está cada detalhe, é possível ver os usuários que se encontram on-line, sendo que em cada um dos links existe uma sala específica para cada turma.

Já quanto a onde ver as aulas dos cursos on-line gratuitos e os materiais no Moodle, o número de locais em que os alunos conseguem se conectar na ferramenta é um grande diferencial, além de existir um aplicativo para celular, facilitando a vida daqueles que sempre estão na internet.

No caso da interação no Moodle, pode-se criar salas de bate-papo, que funcionam como comunidades em que se pode criar tópicos de assuntos e nas quais existe uma interação por meio de mensagens.

Assim, existe um espaço em que os estudantes trocam ideias e tiram as dúvidas com os professores. Certas instituições procuram fazer de tal interação uma maneira de distribuição de pontos do semestre.

Além disso, os professores do Moodle ainda conseguem interagir melhor com todos os estudantes, observando as notas e adicionando ou retirando certas tarefas.

Já sobre a economia com o Moodle, ele funciona por meio de um site, facilitando que seja executado. Além dessa, há muitas outras qualidades no momento de se ofertar cursos on-line gratuitos.

Assim, se alguém, por exemplo, decide realizar um curso a distância que se inspire nos parâmetros do Moodle, pode fazer uso do modelo para teste, normalmente disponibilizado pelo próprio site, em que a ferramenta é visualizada por alguns minutos.

Há quem procure utilizar até o WordPress como uma plataforma para usar o código Moodle, e, assim, desenvolver o seu ensino a distância, mas é preciso lembrar que o Moodle é criado por profissionais de Tecnologia da Informação (TI), capacitados para tal.

Pensar em formas alternativas para fazer uso do código Moodle, como citado anteriormente, acaba inviabilizando a plataforma, sem falar que o curso fica deficiente em certos pontos. Nesse caso, a última coisa a ser pensada é na sua usabilidade e no seu engajamento, além da metodologia a ser utilizada, e, por isso, é necessário pensar antes de realizar.

Sendo assim, o primeiro ponto inicial você já possui, que é a criação de cursos on-line gratuitos. Após isso, você deve pensar em uma maneira atrativa e em ascensão para a transmissão desse conteúdo.

Portanto, o Moodle é a forma mais atrativa nesse segmento. Ele tem a capacidade tanto de atrair a criação quanto de unir aprendizado e entretenimento, criando sempre algo que engaje os alunos e os façam se interessar pelo curso on-line gratuito, transformando toda a experiência em algo positivo.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre ensino a distância

Junte-se a mais de 500.000 pessoas que já acessaram nossos conteúdos