Como utilizar a plataforma Moodle para Ensinos Fundamental e Médio

Como utilizar a plataforma Moodle para Ensinos Fundamental e Médio

Primeiro vamos entender o que é o Moodle: é uma plataforma de ensino a distância que suporta materiais, aulas e todo um sistema de educação.

O Moodle foi desenvolvido justamente para se ter um avanço nas aulas a distância, pois com ele você consegue deixar o aprendizado mais prático e eficaz.

Essa plataforma baseia-se em software livre, ou seja, pode ser alterada por qualquer instituição de ensino, pessoa ou até mesmo programas não governamentais, entre outros. O software livre fornece uma possibilidade maior de a plataforma Moodle abranger também os Ensinos Fundamental e Médio.

Com o Moodle, os alunos dos Ensinos Fundamental e Médio poderão contar com materiais de ensino complementares, videoaulas dos professores sobre outros conteúdos que podem ser abordados, questionários e fóruns para desenvolver vários outros tópicos relacionados à matéria.

Um bom motivo para ter especificamente a plataforma Moodle no seu sistema é, justamente, poder adicionar vários plugins e aplicações externas para complementar o seu software e deixá-lo mais atraente para os alunos.

Mas como utilizar a plataforma Moodle?

Primeiro, você precisará entender razoavelmente o conceito de sala de aula invertida.

Sala de aula invertida é você manter os momentos de aulas com o professor no ambiente escolar apenas para aprofundar a matéria e deixá-la mais dinâmica, a fim de que os alunos consigam se interessar mais pelo o que estão estudando.

No caso de um software como a plataforma Moodle, é manter os materiais necessários para o aprendizado da matéria, mas dando maior autonomia para os alunos estudarem.

Com essa plataforma você consegue dar mais dinamicidade à matéria, instalando plugins que permitem um sistema de gamificação. O aluno terá recompensas após terminar um quiz ou algum tipo de questionário sobre um módulo da matéria.

Plataforma Moodle

Contudo, caso você não se interesse muito pela sala de aula invertida, pode utilizar a plataforma Moodle para manter os alunos dentro do ambiente educacional, colocando vários materiais adicionais no sistema e questionários interessantes para serem feitos lá.

Além disso, ela pode ser uma boa extensão da sala de aula. Com a plataforma Moodle o professor poderá abrir em suas matérias fóruns específicos sobre temas que quer discutir com os alunos, e marcar com a turma um horário para todos estarem conectados e conversarem sobre esse tema.

Também existe a sala de bate-papo on-line, em que os alunos e o professor podem se reunir e conversar sobre dúvidas, algum texto que foi dado como material complementar, entre outros.

E não para por aí: a plataforma Moodle tem um sistema de notificação, ou seja, os alunos desatentos e que não se lembraram de trazer o material pedido não poderão utilizar isso como desculpa, já que a plataforma avisará que tem uma tarefa a ser feita.

O professor pode colocar vários lembretes para os alunos a respeito de provas, entrega de trabalhos, materiais adicionais a serem levados às aulas. Além de tudo isso, também pode acrescentar um painel de notas (vamos chamá-lo assim).

Com o painel de notas o aluno terá noção de quais trabalhos foram passados, quais foram entregues, quanto era a nota de corte de cada um e qual nota o aluno atingiu. Além disso, pode adicionar uma função de aprovado ou reprovado na matéria, levando-o à recuperação, caso seja necessário.

plataforma Moodle pode ser muito utilizada por qualquer instituição de ensino, e as escolas de Ensinos Médio e Fundamental podem fazer desse sistema um diferencial atrativo para os alunos.

Pense o seguinte: mesmo que você não adote o sistema de sala de aula invertida, o aluno poderá utilizar a plataforma para aprofundar seus conhecimentos com materiais fornecidos pelo professor.

 

O professor pode, também, disponibilizar um material específico para pessoas com dificuldades na matéria dele ou até mesmo em determinados módulos que geraram uma maior quantidade de dúvidas.

Um sistema de gamificação pode ser um jeito mais leve de aprender para quem tem dificuldade. Afinal, ela nada mais é do que um sistema de ensino por meio de lógicas de jogos; você ensina de uma maneira que o aluno não perceba que está estudando.

Claro, tem que ser muito bem ajustado e equilibrado: nem divertido demais, para o aluno não perder o foco, nem vazio de conteúdos de fato interessantes e que gerem uma educação melhor ao aluno, uma maneira de ele conseguir assimilar melhor o material.

O sistema de recompensas que a gamificação fornece é muito interessante, já que o aluno acaba se sentindo melhor após desbloquear um novo módulo para estudar, e a melhor parte é estar adquirindo o conhecimento de uma forma interessante, divertida e autônoma, já que ele está fazendo por vontade própria.

Plataforma Moodle

Jovens entre 11 e 17 anos tendem a ser mais agitados, e, por isso, a ideia de implantar a plataforma Moodle no seu sistema de ensino pode ser genial!

Pense bem: com um material adicional, que te lembra de quando levar conteúdos ou entregar trabalhos, que avisa dias antes e um dia antes da prova sobre a existência desta, dificultará que muitos alunos que dizem não terem sido avisados deixem de fazer qualquer coisa.

Um sistema de notificação pode auxiliar e muito no rendimento da sala de aula.

Além disso, todo o rendimento escolar será, sim, melhorado, por todas as formas de conhecimento adicional que a plataforma Moodle tem para oferecer.

Os alunos estão cada vez mais agitados e desatentos; por isso, quanto mais material você tiver para gerar interesse na matéria escolar e, ao mesmo tempo, ajudar a desenvolver o conhecimento de uma forma mais dinâmica, deve ser bem recebido por todos. A plataforma Moodle tem muito a oferecer para uma escola de Ensinos Fundamental e Médio, ajudando cada vez mais no conhecimento e no desenvolvimento de alunos que a utilizam.